terça-feira, 14 de dezembro de 2010

União por um FUTURO NOSSO

O futuro é um caminho sinuoso, inconstante e incerto. Não é algo que se possa prever. O futuro é a consequência de nossos atos presentes, literalmente o que nos diz aquele velho ditado: "colhes aquilo que plantou". É nisso que acredito e é isso que dissemino neste blog.

Aqui, até hoje, postei assuntos que julguei de relevância para toda a sociedade. E por este mesmo motivo que convido a todos os que acompanham o FUTURO NOSSO a participar dele, a enviar textos, imagens, relatos, notícias, vídeos, etc. que sejam importantes para o conhecimento comum. O convite não é só para participarem deste blog, mas sim também do futuro, que será criado por nós nas ações de hoje, na dedicação ao ideal correto, no empenho nas boas ações, na discussão dos caminhos errados, na crítica aos governantes e na união de todos para o bem comum.

Aqueles que aderirem a ideia enviem suas propostas para o seguinte e-mail: potterramses@gmail.com e sigamos juntos para um FUTURO NOSSO !

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Infográfico da internet no Brasil em 2010

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A vida acima de tudo

Vemos constantemente casos absurdos de erros, incompetências e descasos em hospitais brasileiros. O último caso de grande difusão na imprensa foi um descuido de uma auxiliar de enfermagem quanto a frascos de soro e de vaselina, extremamente semelhantes que só poderiam ser diferenciados numa lida, minimamente atenciosa, aos rótulos dos referidos frascos.

Nesta postagem quero suscitar uma reflexão aos que lerem estas palavras, este último caso supracitado é comum no Brasil, gera grande indignação da população e especulações na mídia, agora vocês já pararam para pensar o porque desses descasos serem constantes? Culpa do governo. Em parte, mas não somente da forma em que pensam, lhes provo o que digo agora. Sabem quanto é a nota de corte para cursar Medicina na Universidade de São Paulo? 74. Sim, é necessário acertar 74 das 90 questões para passar da primeira fase de seleção numa prova que exige nível de conhecimento elevado das áreas de conhecimento mais importantes para um universitário decente, sem falar nas outras fases para ingressar na melhor faculdade do país.

Sim, mas a USP é só uma das inúmeras faculdades que existem no país, e se não me engano não existe processo seletivo para quem presta medicina em instituições particulares, das quais muitas tenho certeza que estão mais interessadas em receber a mensalidade do que formar bons profissionais. Eis aqui uma outra causa deste grave problema de saúde no Brasil.

Talvez uma das formas - a curto prazo - de se resolver essa falta de competência de alguns profissionais seria fazendo como o sistema de advocacia do país, mesmo depois de se cursar toda a faculdade ser necessário passar num teste que comprove sua competência nesta área em questão. Agora o longo prazo, somente com uma melhora significativa na educação pública e na cultura em geral dos brasileiros poderá mudar esse nosso quadro lastimável.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O sentido da guerra

A foto ao lado é do Maracanã, um dos famosos estádios do Rio de Janeiro, onde será findada a Copa de 2014.

"Cidade Maravilhosa" é a alcunha dela, cujo adjetivo maravilhosa pode muito bem ser trocado por perigosa. O que nos lembra a recente guerra que o governo do Estado do Rio de Janeiro e as Forças Armadas vem travando contra os traficantes de algumas das comunidades dali.

Antes do ponto que quero chegar nesta postagem quero lembrar a todos que além de ser uma das cidades sede da Copa do Mundo de 2014 que será realizada em solo nacional o Rio de Janeiro, sozinho, sediará as Olimpíadas de 2016, ou seja, acolherá as comissões técnicas e esportistas de todo o mundo, além da imprensa que cobrirá o evento e inúmeros turistas que aproveitarão o duplo ensejo para justificarem a viagem: acompanhar o evento mundial ao vivo e visitar uma das mais lindas cidades do mundo.


Agora chega de propaganda, porque depois de tantos anos de tráfico e desordem nas caóticas comunidades dos subúrbios do Rio só agora as autoridades estão tomando alguma atitude séria para combater esse malefício intrisecamente ligado ao cotidiano da "Cidade Maravilhosa"?

Aqueles que ainda não pensaram no assunto releiam a postagem desde o início e reflitam: desde quando político faz alguma coisa pensando no povo? E quando vem a ser de proveito deles, as coisas acontecem?

A verdadeira vergonha para o Brasil

Segundo nosso Excelentíssimo Presidente o "nosso" avião presidencial é motivo de vergonha em comparação a outras nações. Aos que pensam como ele, aos que não também, segue abaixo a verdadeira vergonha nacional.

O Programa Internacional de Avaliação de Alunos (o PISA - sigla estrangeira) revelou seus dados referentes a 2009, este que avaliou 65 países de todo o globo quanto as capacidades intelectuais dos alunos de escolas públicas e privadas nos âmbitos da Leitura, Matemática e Ciência. A posição lastimável do Brasil é a 53ª.

Essa sim é a verdadeira vergonha da nação e é ai que deve-se investir o suado dinheiro de nossos impostos e não num novo avião para ostentar uma posição de altivez que o Brasil sonha em conseguir mas não a possui ainda e só possuirá quando os "olhos" do governo estiverem sinceramente focados na educação.

Para mais informações sobre o assunto seguem alguns links:

"Um país se faz com homens e livros" - Monteiro Lobato

Nióbio

Vocês já ouviram falar em Nióbio?
Creio eu que não. Existe muita história por trás deste preciosíssimo metal, informação para um caderno inteiro de um jornal de grande circulação, mas para não ficar muito maçante leiam abaixo um resumo sobre este metal desconhecido.

Primeiramente saibam todos que o Brasil detem 98% da produção mundial deste minério, o que equivale a 37.000 toneladas anuais.

Se não conhecem este metal, não sabem para que ele serve também, suponho eu, pois saibam agora que o nióbio é essencial para siderurgia, aeronáutica, indústria naval e espacial, na fabricação de aviões a jato e em foguetes, como também esta presente na produção de aço inoxidável, ligas supercondutoras, cerâmicas eletrônicas, lente para câmeras, fabricação de trens-bala, de armamentos, indústria aeroespacial, de instrumentos cirúrgicos e óticos de precisão. Em síntese, o nióbio é vital para o desenvolvimento do mundo.


Acima vemos uma mina de nióbio em Araxá, Minas Gerais.

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) exporta 95% do nióbio extraído em Minas Gerais. Segundo o artigo de Schlichting, que menciona o citado no jornal Folha de São Paulo, 5 de novembro de 2003: "Lula passou o final de semana em Araxá em casa da CBMM do Grupo Moreira Salles e da multinacional Molycorp…" E, complementa que "uma ONG financiou projetos do Instituto Cidadania, presidido por Luiz Inácio da Silva, inclusive o 'Fome Zero', que integra o programa de governo do presidente eleito".

Acho que já deu para se ter uma ideia da importância deste minério e de que existem falcatruas envolvidas na sua comercialização, mas deixemos mais claro do que isso...

É certo que 100% do nióbio consumido no mundo é brasileiro, mas dados oficiais revelam que só exportamos 40% do que exploramos, onde foi parar o resto? Não digam o que Brasil é o maior produtor de jatos e ônibus espaciais do mundo, não sejamos ingênuos. E ainda mais, o metal bruto é vendido a R$400,00, equivalente a US$228,57 (na cotação de R$ 1,75 para o dólar), sendo que é comercializado na Bolsa de Valores de Londres a US$90,00. Preciso dizer mais alguma coisa?

Como eu disse, ainda existe muito a falar sobre o nióbio, mas fico por aqui nesta postagem, os que quiserem saber mais seguem os links de referência para esta postagem:


Não sejamos ingênuos e nem manipulados pelo governo e pelos poderosos empresários, riquezas tão importantes quando o petróleo existem no Brasil e estão sendo roubadas de nós, informem-se e lutem por um futuro melhor, um FUTURO NOSSO!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O Brasil começou errado

Conhecem essas marcas ao lado?
Uma pergunta retórica é claro, mas algumas delas é brasileira?
Não, nenhuma delas é brasileira, mas elas estão dentre as quatro montadores que mais vendem no Brasil. Não vêem nada de errado nisso?

Vejam os números de vendas delas até abril deste ano:

Fiat

226.379

Volkswagen

207.123

Chevrolet

206.679

Ford

109.625

Renault

46.540

Honda

40.228

Hyundai

34.557

Toyota

30.610

Peugeot

27.583

10º

Citroën

24.793

11º

Kia

15.058

12º

Mitsubishi

13.500

13º

Nissan

10.399

14º

Mercedes-Benz

3.816

Fonte: Agência Autoinforme




Mesmo fora das grandes potências, alguma montadora é brasileira?
Se ainda não viram onde quero chegar, vos digo agora: nosso mercado automobilístico foi aberto para montadores internacionais, elas viram o potencial do mercado brasileiro e hoje faturam valores exorbitantes. Agora imaginem se existisse ao menos uma montadora nacional, mesmo que não fosse uma das que mais vendesse, tenho certeza que teria grandes lucros, e esses lucros ficariam dentre do nosso território.


O Brasil começou errado porque abriu demais seu mercado para empresas estrangeiras que hoje possuem um monopólio nas transações comerciais do Brasil. Faltaram empreendedores visionários que apostassem, não só no mercado automobilístico, mas em diversos outros setores também, em tecnologias e produtos nacionais. Agora é muito mais difícil se tornar uma potência mundial sendo tão dependente - e fonte de lucros - de outros países. Se o Brasil esta ascendendo, já poderia estar no topo.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Abram os olhos


Quais são as unicas manchetes que vemos nos jornais em véspera de eleição? Uma pergunta retórica é claro, mas só porque existem dois candidatos concorrendo num pleito o mundo não para, e vejam só o que acontece no Brasil:

> Homem morre em frente a um pronto socorro, na região da Santa Cecília (veja mais);
> Acontece a 29ª Bienal de São Paulo no Ibirapuera (acesse o site oficial);
> 34ª Mostra Internacional de Cinema (acesse o site oficial);
> Bandeiras a meio mastro em luto pela morte de Néstor Kirchner(veja mais);
> E mesmo na política o projeto Ficha Limpa vale para as eleições deste ano (veja mais).

A votação de domingo é de extrema importância para o nosso futuro sim, mas o país, nem o presidente, devem para por causa delas.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Diferentes visões

Quantas vezes já não vimos pessoas afrontando a natureza, mas nem sempre somos justos em nossos julgamentos. Analisemos dois exemplos típicos: o de um homem, ou uma mulher, urinando ao lado de uma árvore num parque e uma pessoa, indiferente do sexo, jogando uma lata de refrigerante ao lado desta mesma árvore.

Creio que a maioria considera o ato de mijar em local público mais grave que o de jogar uma lata de alumínio no chão. Pode ser menos elegante, mas é muito mais benéfico que poluir com alumínio, que demora mais de 1000 anos para se decompor na natureza. Agora sejamos críticos e vejamos o que o ser impudico que mijou ao pé da árvore fez ao meio ambiente: quando urinamos eliminamos do corpo nutrientes que não nos são úteis, o que não significa que não o sejam para outros seres vivos. No caso da árvore, o mijo infiltrará pela terra permeável, chegando as raízes da planta, que absorverá os nutrientes, que serão levados as folhas que realizarão o maravilhoso e espetacular processo de síntese de proteínas através da fotossíntese.



O objetivo dessa postagem não é uma aula de biologia, mas sim de conscientizar, pois uma lata de alumínio contribuirá com a devastação ambiental por milhares de décadas. Tanto quanto você urinando no seu vaso sanitário na sua própria casa, pois o esgoto paulistano é redirecionado para os rios Pinheiros e Tietê, os quais não tem o devido tratamento.

Querendo ou não somos animais também, e contribuimos para o ciclo de vida de todo o ecossistema da Terra. Resta-nos usar, tardiamente, de nossa racionalidade para fazermos do amanhã um dia melhor do que hoje!

sábado, 11 de setembro de 2010

Xenofobia


As 'Torres Gêmeas' antes do atentadoTodos devem reconhecer essas torras, não? As famigeradas "Torres Gêmeas", vistas como símbolo da soberania - ou hegemonia se preferirem - dos Estados Unidos da América.

Não quero levantar a questão dos EUA com a Al Qaeda, mas sim falar da XENOFOBIA (aversão a povos extrangeiros). Querendo ou não somos todos humanos, não importa sob que bandeira nascemos, vivemos ou idolatramos, todos temos direito a vida. Ao menos e o que diz a ONU, uma organização com poder demais na minha opinião, mas não vem ao caso. Vivemos num mundo globalizado, respeitar culturas diferentes é primordial, por mais que existam atos inconcebíveis justificados pela suposta fé, a guerra e os ataques terroristas não são caminho para chegarmos a uma solução, ou melhor, a uma convivência mútua.

Escombros das 'Torres Gêmeas'
Não é este o futuro que esperamos para nossos países, porque fazer com outros?

É indiferente as bandeiras que estão hasteadas ao fundo, o atentado é contra a humanidade, não devemos lembrar do 11 de setembro de 2001 como "o atentado as 'Torres Gêmeas'", mas sim ao atentado a humanidade, de ambos os lados dos países em conflito.

Sejamos mais humanos, o "Futuro Nosso" depende disso.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Valor do Voto

Um perfeito exemplo das consequências do voto sem consciência foi visto por mato grossenses do sul no início da semana onde uma ação da Policia Federal prendeu o prefeito, Ari Artuzi (PDT), o vice, a primeira-dama, quatro secretários municipais, o presidente da Câmara e mais oito vereadores da cidade de Dourados.

"Quando vota mal, a população se coloca à mercê de pessoas sem moral e capacidade administrativa e sofre com a corrupção e falta de serviços básicos, como o atendimento a saúde." Palavras do juiz Eduardo Machado Rocha, prefeito interino de Dourados, que assumiu no lugar dos corruptos presos pela Policia Federal.

O que vemos aqui é uma conclusão do que mais vemos no país, políticos corruptos eleitos por cidadãos que ou são ludibriados ou não tem consciência em quem votam. Até mesmo o senhor Machado Rocha admitiu que ele não é uma pessoa adequada para gerir uma cidade, só aceitou o cargo temporário devido as circunstâncias extraordinárias. Temos uma clara visão aqui que ainda possuímos pessoas de bem e que sabem o que estão fazendo, mesmo não sendo em sua âmbito de atuação.

Hoje, dia que comemoramos 188 anos de independência da nação, precisamos valorizar mais a soberania nacional, os direitos e deveres de todos. Exijamos o máximo dos políticos que forem eleitos, e elejamos os melhores, pois só alcançaremos o ápice do PROGRESSO com uma perfeita ORDEM nessa bagunça que chamamos de sistema político brasileiro.

Ordem e Progresso

Tenho certeza que vocês já viram esse logo em algum shopping ou praça de alimentação em algum lugar pela cidade. Essa é a segunda maior marca de fast-food dos Estados Unidos da América, atrás somente do MC'Donalds. Ops, na verdade ela não pertence mais aos EUA, podemos afirmar sim que Burger King é majoritariamente brasileira, sim: brasileira.

Para entender melhor essa informação, a empresa Burger King é um pouco diferente do MC'Donalds, não no segmento de produtos mas sim na forma de capital, por assim dizer. A Burger King é uma empresa acionária, ou seja, ela funciona em regime de ações na bolsa de valores. Agora ela esta sob o comando da empresa 3G Capital, cujo os principais - e majoritários - investidores são brasileiros. Jogada de mercado que custou a 3G Capital US$ 4 bilhoes (cerca de R$ 7 bilhões), valor baixo pela "má onda" de vendas da empresa "alimentícia" causada pela recessão mundial iniciada em 2008. Contudo as expectativas são boas quanto a nova administração da rede presente em mais de 65 países e com quase 12 mil filiais no mundo.

O Brasil cada vez mais afirma sua posição como potência mundial, cada vez mais somos reconhecidos além das fronteiras tropicais e turísticas. Não somos somente o país de fauna e flora exóticos como muitos "gringos" nos vêem, somos muito além disso. Cada vez mais provamos que o Brasil é uma nação ascendente e com capacidade para ser GRANDE. Só nos falta botar ORDEM na casa, por que o PROGRESSO já é realidade.

sábado, 4 de setembro de 2010

Imprensa Impressa: sobrevida ou extinção?

O "Correio Brasiliense" e mais recentemente o "Jornal do Brasil" cessaram suas atividades impressas e passaram a atuar somente em suas plataformas on-line, ambos afirmaram que em 25 anos todos os jornais os seguirão.

Mas o jornal faz parte de nosso cultura, certo de que os tempos estão mudando, muito drástica e rapidamente, com a evolução das tecnologias, que aparentemente é o único entrave para que todos os outros jornais - que hoje são poucos comparados a outras épocas - não sigam o exemplo dos supracitados. Sim, pois quando todos tiverem condições de terem um aparelho que acesse informações da internet e que seja portátil porque existiriam os jornais impressos? Bem, primeiro que na atual conjuntura da economia será difícil que em duas décadas e meia toda a população ter condições de ter em mãos tais tecnologias, ainda que precisariam de uma conexão estável e móvel. Entraves que logo serão supridos, mas levarão anos para serem concretizados, talvez ainda neste século a ONU disponibilize uma internet mundial, ou o Brasil quem sabe?

A grande questão é se mesmo com o mundo "evoluindo" - tenho cá minhas dúvidas se o que sucede com o mundo pode ser chamado de evolução - para eras tecnológicas e de total integração não haverá muito espaço para a CULTURA, vital para o bem estar, evolução e convivência de uma sociedade. Hoje, não como antes, mas os jornais fazem parte da nossa Cultura, um jornal digital pode até ser cultura, mas com letra minúscula sim, porque não é o mesmo que algo tangível e qualificado como os renomeados jornais diários.

Preocupo-me com a Cultura que deixaremos para nossos descendentes, será que está poderá lhes garantir um bom futuro ou os deixaremos a mercê de um mundo desumanizado?

Comprometimento Descompromissado

Minha ideia inicial era escrever uma crônica devido a alguns acontecimentos no colégio, contudo não vi sentido em tirar as minhas anotações do diário e transformá-las num texto mais literário, talvez falte inspiração ou não seja algo para se escrito a tal modo.

Fazendo ou não sentido, o que quero abordar nesse texto é como vejo a educação no estado, não sei se posso generalizar para o país, hoje em dia o conhecimento não é mais valorizado, os jovens vão as escolas só para terem uma nota para poder passar de ano, não é esse o sentido de aprendizagem, ou mesmo da evolução. De nada adianta se passar de ano escolar sem realmente ter adquirido aquele conhecimento, supostamente ensinado. Minha visão é diferente, me importo em adquirir conhecimento, mas sem compromisso, não almejo nenhum patamar quantitativo, meu ideal é qualitativo. A nota é uma consequência do que aprendi, um referencial de como absorvi o que me foi ensinado. Agora quantos pensam como eu? Não tenho ideia. Mas não parecem que sejam muitos - otimismo meu falando assim.

Acho que já passei a mensagem que gostaria com minhas palavras, espero que possamos refletir um pouco sobre tudo isso, mudar objetivos pessoais e exigir mais de um governo que não tem prestado as devidas considerações a educação a um país que tem um futuro brilhante, mas que por hora é ofuscado por esses entraves inconcebíveis.

Texto também publicado no blog O Bardo Brasileiro, blog de um poeta que se preocupa com a sociedade.

domingo, 22 de agosto de 2010

"Universo OnLine"

Vocês devem conhecer esse logo ao lado? Talvez a frase ajude aos duvidosos: "O melhor conteúdo". Já sabem agora, não! Sim, esse é o logo da UOL - Universo Online, uma empresa brasileira, do Grupo Folha que entrou no ar no dia 28 de Abril de 1996.

Atualmente a UOL é o sexto site mais acessado do país, e o octogésimo sétimo (87º) do mundo (fonte: ALEXA - www.alexa.com), com mais de 14 anos já é o mais expressivo portal do país, com versões na Argentina e no México, que anda dominando vários domínios na web como a Folha de São Paulo - versão eletrônica, o site oficial do Capital Inicial também já é da UOL. Chega a incomodar pensar em algo hegemônico no "universo online", por mais que seja impossível isso, é muito "poder" a uma empresa só.

O principal ponto de reflexão aqui é que por mais que a internet seja imensamente volátil, não podemos deixar de pensar na influência que ela causa em todos nós, ainda mais numa sociedade que cada vez mais depende de uma PC e de uma conexão - rápida de preferência - para, supostamente, viver.

Palhaçada

Palhaçada! Sim é isso que vemos no horário eleitoral "gratuito" (gratuito uma ova, custam 850 milhões em isenções), impossível quem não tenham reparado no número de "celebridades" que se candidataram a algum cargo público para estas eleições, muitas delas sem ensino superior completo.

Não tenciono o demérito de ninguém, mas assumir um compromisso para com a sociedade, ainda mais a miscigenada população brasileira, exige estudos e experiência na área. Isso não é brincadeira, estamos lidando com o futuro de nosso país, precisamos de pessoas que estudaram a situação do nação, que analisem todas as possibilidades e saibam escolher a melhor delas para todos.

Faltam sociólogos, urbanistas, talvez professores, literatos, advogados, juízes ou até mesmo cientistas políticos como candidatos. Pessoas que por longos anos tiveram contato e ao mesmo tempo um estudo crítico da sociedade brasileira.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Alcoolismo

Um problema que assombra os brasileiros é o alcoolismo, não somente prejudicial para a saúde do próprio consumidor, também é mortal para aqueles que estão a seu redor.

É indiscutível a necessidade de campanhas de consumo consciente de álcool, uma vez que em nossa sociedade tornou-se impossível a abstinência deste. O que preocupa é o aumento do consumo, tanto que a AmBev uniu-se com a belga Interbrew e tornaram-se as maiores cervejarias do mundo em volume de produção, a segunda em faturamento. Isso mostra o quanto consumimos bebidas alcoólicas, para o mercado chegar a tal ponto.

Vale ressaltar que a maioria dos acidentes fatais com automóveis envolvem pessoas acoolizadas, o que no mínimo deveria nos causar indignação, mas já se tornou normal ver essas notícias na mídia ao ponto da população nem se importar o quanto deveria. Falta mobilização, conscientização, consumo consciente e zelo pela vida.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

O Brasil não é a Globo

Onde estão as bandeiras? Onde estão as fitinhas? Onde esta a euforia? Somos eneacampeões mundiais no vôlei masculino, mas quem está comemorando?

Parte disso é culpa da Globo, a final da Liga Mundial de Vôlei foi ontem as 21:00 horas, mas quem disse que a rede monopolizadora cedeu espaço de seus programas que mais dão audiência no domingo! E o patriotismo tanto "falado" pelo Galvão Bueno nos jogos da Copa do Mundo de Futebol, ou só podemos ser patriotas no futebol? Sinto muito, mas somos tão potência no futebol quanto no vôlei. Mas a Globo não deu ênfase nesse campeonato, não nego que a população em geral não é tão ligada assim ao vôlei, mas a Globo tem sua parcela de culpa, e é uma parcela grande.

Se a ONU quiser ela domina o mundo (se já não o faz), se a FIFA quiser todos os jogadores passarão a jogar com uma perna amarrada nas costas, serão obrigados a tomar aula com o saci-pererê, mas jogarão. Agora que a Globo manipula o brasileiro, isso é indiscutível.

sábado, 24 de julho de 2010

Redes Sociais

As redes sociais estão dominando o mundo. E quando digo dominando não é no sentido conotativo não, vejam só:





População/Usuários - 2010

> China - 1.350.000.000
> Índia - 1.210.000.000
> Facebook - 500.000.000
> EUA - 309.000.000
> My Space - 300.000.000
> Indonésia - 232.000.000
> Brasil - 195.000.000
> Twitter - 124.000.000

Esses são números deste ano, publicados na Folha de São Paulo e na The Economist.

E não somente isso, elas já estão bem disseminadas, 70% dos registros do Facebook são de fora dos Estados Unidos. A ideia de relacionamento na internet não é má - tanto que utilizamos um blog que entra na classificação de rede social - mas a grande questão é como elas são usadas. Querendo ou não são atrações sedentárias e que se mal manejadas tornam-se improdutivas e até mesmo nocivas. Cabe a cada usuário saber utilizar as mesmas em prol de sua própria evolução intelectual.

Dinamismo

O objetivo deste blog é falar sobre assuntos atuais e que sejam relevantes para um futuro melhor para nossa sociedade.

Contudo percebemos que o futuro é feito por todos, não só pela ciência do que acontece, mas também atuando. Não somente lendo ou dialogando sobre os problemas, mas indo além disso: agindo para tornar os dias que virão melhores. Partindo deste sentido além das postagens neste blog estaremos criando várias "ondas" no Google Wave (cliquem para saber mais), um aplicativo web da empresa Google que oferece um maior dinamismo e onde poderemos expor melhor nossas ideias, como também discuti-las de forma mais produtiva.

O único entrave é que o Google Wave é só para convidados. Possuímos alguns convites, aqueles interessados em participar de nossas causa e melhorar o futuro envie-nos um e-mail com sua conta do Gmail - outro detalhe: o Google Wave e só para contas da Google, os grandes Hotmail, Yahoo e as demais contas não são aceitas - e teremos prazer de lhes enviar um convite.

"PRO BRASILIA FIANT EXIMIA" (Pelo Brasil façam-se grandes coisas) - Lema do estado de São Paulo.

Questões Internacionais

Vimos o nosso Excelentíssimo Presidente muito dedicado em apaziguar as relações do Irã para com o mundo no âmbito da energia nuclear, dedicação diplomática que não vejo tão latente quanto a assuntos do próprio continente.

O Brasil sempre teve problemas com o tráfico de drogas, pois a produção aqui é mínima e o consumo intenso. Agora vemos a Venezuela rompendo relações com a Colômbia devido a "descoberta" - nada foi provado ainda - de acampamentos das FARC em território venezuelano, só então o maior país da América do Sul propõe que o conflito seja transferido da OEA (Organização dos Estados Americanos) para a Unasul (União de Nações Sul-Americanas), para impedir que os EUA - pró Colômbia e anti-Venezuela - intercedam drasticamente nas deliberações.

Não obstante tudo isso existem outros pontos internacionais que o Brasil participa, como nossas tropas no Haiti, nossa recusa em reconhecer Kosovo como nação independente da Sérvia e etecteras. Diplomacia é necessária, ainda mais para um país emergente como nos encontramos agora, mas será que nossos representantes no mundo levam a "marca" 'Brasil' como realmente somos?

domingo, 18 de julho de 2010

Profissões

Hoje eu estava "andando" pela cidade e no meio do passeio, e de meus pensamentos, reparei num chaveiro que preparava uma cópia para um cliente, dai comecei a refletir: por quanto tempo ainda existirá a profissão chaveiro?

Com as novas tecnologias não só os chaveiros deixarão de existir, vejam o exemplo dos carros, já existem em todos os países do mundo, esses que nos primórdios de fabricação empregavam milhares de pessoas, agora a produção esta majoritariamente mecanizada, por consequência, diminuindo o número de funcionários.

Seja por avanços tecnológicos ou por extinção de profissões, vejo um futuro onde teremos pouca oferta de empregos e muitas pessoas querendo trabalhar, uma situação bem diferente do nosso passado, onde as pessoas eram chamadas para trabalhar. Uma questão para ser pensada, revista, planejada e bem estruturada.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Petróleo

Vivemos hoje extremamente dependentes do petróleo, para aqueles que não sabem - acho quase impossível - esta não é uma energia renovável, portanto, acabará um dia. E depois que ela acabar, como ficará a humanidade?

O acidente da internacional British Petroleum no Golfo do México mostra que os problemas com esse óleo mineral não são apenas sobre o futuro, mas também em seu impacto "hoje" sobre a Terra.

Não vou estender muito essa postagem, poderia escrever livros sobre o assunto, só quero deixar a deixa para que todos pensem sobre o assunto, sobre como estamos investindo no Pré-sal e não em energias renováveis, em como será o futuro, e olhem bem para tudo e para todos, nações e empresas, quando digo futuro não estou falando da próxima geração, ela será a mais afetada, como a subsequente também sofrerá mais, mas os efeitos de nossas atos já estão afetando a todos. Cogitem.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Educação

Nesta nova geração noto uma profunda dependência de mecanismos ligados a internet como fonte de pesquisas dos jovens contemporâneos.

O grande problema mesmo é que essas fontes nem sempre são confiáveis, não há como se ter certeza da veracidade das informações estando elas na web, como na Wikipedia, uma pessoa que há dois dias se interessou pelo assunto percebeu que não havia nenhum artigo sobre o que ele estava "estudando" (na internet) e resolveu escrever ali sobre aquilo. Agora no caso de um livro, não se publica um livro do dia para a noite, no mínimo uma obra literaria é fruto de anos de experiências, pesquisas, informações coletadas no campo e atualizadas e muito mais, portanto o livro é uma fonte sólida de conhecimento, como nem sempre é nos portais de informação.

Outra grande questão e que muitos se esquecem que existem pessoas experientes que podem ser consultadas para adquirirmos conhecimento, com certeza uma pessoa que a anos trabalha, estuda ou atua na área será de mais ajuda do que as aventuras dos auto-didatas. O que mais doe e ver bibliotecas vazias, e redes sociais lotadas, não que estas não possam ser frutíferas, mas são contadas aquelas que trazem alguma evolução. Já numa biblioteca, lhe garanto que em uma hora dentro de qualquer uma saímos mais cultos, informados e intelectualizados do que horas defronte a uma máquina.

domingo, 11 de julho de 2010

Copa 2014

Grandes palavras de nosso "companheiro" César na postagem anterior, e antes de começarmos a falar de assuntos específicos em cada postagem deste blog gostaria de começar minha participação neste com uma postagem mais ampla, sobre a Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA).

Uma associação com mais países e/ou territórios associados a ela do que a ONU, - esta possui 192 membros - a FIFA tem 208 nações que jogam sobre suas regras em campeonatos periódicos e bem repercutidos por todo o mundo. Sendo assim eu vejo que esta é uma ótima oportunidade para difundir as "fórmulas" de sucesso que esses "seleções" tem para todo o mundo, querendo ou não não e só o campeonato mais visado de qualquer time do esporte mais praticado do mundo, é também um encontro entre culturas, nações, jogadores, repórteres, técnicos, redatores, fotógrafos, cinegrafistas, empresários, turistas, "futeboleiros" e afins.

A maior mensagem que fica é, a próxima Copa é no Brasil, temos de não só lutar pelo HEXA, mas mostrar que podemos fazer uma bela competição nos campos e em todo o evento, nossa geração tem que atuar nisso também, sei que poderemos pouco influenciar nessa Copa, mas que não tenta nunca sabe onde pode chegar.

Futuro nosso

Quando falamos em "Futuro", o quem vem em nossas cabeças são imagens de carros que voam, viagens ao espaço, clonagem de seres humanos, etc...

Mas nosso futuro não depende apenas de avanços na tecnologia, depende do que nós fazemos hoje, para defender nossos direitos(por que governantes mal escolhidos podem querer passar por cima do povo), cuidar e preservar a natureza,(nosso bem estar depende em que estado se encontra avida na terra), de como nos relacionamos com nossos semelhantes.

Nossos Atos de hoje definirá nosso amanhã, o que fazemos hoje para com a politica, a educação, Cultura (que deve ser preservada), o senso ambiental, causará o que vemos como "Futuro", para nós ou para nossos filhos e netos.